A produção nacional de veículos comerciais registou entre Janeiro e Abril uma subida de 7,3% face ao período homólogo de 2017, para 17 746 unidades, segundo os dados divulgados pela ACAP. Em Abril, o aumento foi de 32,6% para 4 818 unidades.

A PSA continua a liderar, destacada, tendo sido, nos quatro primeiros meses de 2018, responsável pela produção de 88,2% dos comerciais ligeiros saídos das fábricas nacionais. A unidade de Mangualde produziu, entre Janeiro e Abril, 14 151 comerciais ligeiros, mais 14,3% do que no período homólogo do ano passado.

A Mitsubishi do Tramagal produziu, no acumulado do ano, 1 018 comerciais ligeiros (+3,8%) e a Toyota Caetano 880 (-5%).

Nos camiões, a produção nacional continua concentrada na Mitsubishi Fuso Truck Europe, de onde saíram, nos quatro primeiros meses do ano, 1 694 camiões (-24,6%).

A unidade do Tramagal já não é, porém, a única fábrica a contribuir para a produção de pesados, já que a CaetanoBus fabricou três autocarros até Abril.

Produção global mais que duplica

Os números da produção global de automóveis (de todos os segmentos) em Abril revelam um crescimento acentuado. Os construtores de automóveis em Portugal produziram 25 523 novas viaturas, o que representa uma subida de 108,5% em relação ao mesmo período do ano passado, em que 12 243 novas viaturas foram fabricadas.

No mês de Abril, por tipos de veículos automóveis, só o fabrico de veículos pesados regista descida (-8,3%), sendo que a produção de ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros registaram subidas de 140,5% e 39,2%, respectivamente.

Relativamente aos valores acumulados, nos quatro primeiros meses de 2018, os números são também positivos, já que foram produzidos em Portugal 97 871 veículos automóveis, ou seja, mais 93,6% do que no período homólogo do ano anterior, com a seguinte distribuição por categorias e tipos: 80 125 ligeiros de passageiros (+135,6%), 16 049 comerciais ligeiros (+12,3%) e 1 697 pesados (-24,4%).

 

Os comentários estão encerrados.