A produção nacional de veículos comerciais estagnou no primeiro trimestre. Entre Janeiro e Março, saíram das fábricas nacionais 12 927 unidades (+0,2%). Em Março, foram produzidos 4 583 veículos, uma quebra de 2,9% face a 2017.

A PSA continua a liderar, destacada, tendo sido, nos três primeiros meses de 2018, responsável pela produção de 87,8% dos comerciais ligeiros saídos das fábricas nacionais. A unidade de Mangualde produziu, entre Janeiro e Março, 10 270 comerciais ligeiros, mais 5,4% do que no período homólogo do ano passado.

A Mitsubishi do Tramagal produziu no acumulado do ano 720 viaturas (+2,3%) e a Toyota Caetano 702 comerciais ligeiros (-1,4%).

Nos pesados, a produção nacional continua concentrada na Mitsubishi Fuso Truck Europe, de onde saíram, nos três primeiros meses do ano, 1 235 camiões (-29,1%).

Automóveis mais que duplicam

Os números da produção de automóveis em Março revelam que o sector registou um crescimento acentuado no mês passado. Os construtores de automóveis em Portugal produziram 23 137 novas viaturas, o que representa uma subida de 61,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

No mês de Março, por tipos de veículos automóveis, só o fabrico de veículos pesados regista descida (-26,3%), sendo que a produção de ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros registaram subidas de 93,8% e 0,9%, respectivamente.

Relativamente aos valores acumulados, nos três primeiros meses de 2018, os números são também positivos, já que foram produzidos em Portugal 72 347 veículos automóveis, ou seja, mais 88,9% do que no período homólogo do ano anterior, com a seguinte distribuição por categorias e tipos: 59 420 ligeiros de passageiros (+133,9%), 11 692 comerciais ligeiros (+7%) e 1235 pesados (-29,1%).

 

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*