Mesmo com menos uma fábrica a laborar, por motivo de férias, a produção nacional de veículos comerciais “disparou” em Agosto, superando os valores de antes da crise.

Em Agosto Portugal produziu 1 161 veículos comerciais, mais 201% do que no mesmo mês do ano passado. Desde o início do ano, a produção nacional de comerciais eleva-se a 27 431 unidades, mais 80% do que em 2009.

Em Agosto produziram-se 994 comerciais ligeiros (mais 163%), elevando o total do ano para as 24 625 viaturas (mais 81%). Entre os pesados, em Agosto contabilizaram-se 167 veículos de mercadorias (mais 1 988%) e nenhum de passageiros. Desde o início do ano, já são 2 746 camiões (mais 77%) e 60 autocarros (mais 11%).

Os resultados de Agosto e do year-to-date são melhores do que os verificados em 2009 mas não chegam ainda para fazer esquecer a crise. Os números dos comerciais ligeiros são os melhores dos últimos anos mas ficam a cerca de meio caminho dos verificados ainda em 2006. Nos pesados de mercadorias basta recuar a 2008 para encontrar muito melhor (quase cinco mil camiões produzidos) e o mesmo se diga relativamente aos autocarros, que têm reduzida expressão.

Entre os fabricantes cá instalados, a PSA Peugeot-Citroen é a que tem o melhor comportamento nos comerciais ligeiros, ao passo que nos pesados se destaca a Mitsubishi do Tramagal. Em Agosto a Toyota Caetano não laborou.

Comments are closed.