A PSA Singapura, número um mundial entre os operadores de terminais de contentores, anunciou uma forte recuperação na actividade em 2010 mas avisou para os perigos que subsistem para este ano.

No ano passado, a PSA movimentou nos seus terminais de Singapura 27,68 milhões de TEU, mais 10,1% que no ano anterior. No resto do mundo, a companhia de Singapura movimentou 37,44 milhões de TEU, uma subida homóloga de 17%.

No total, a PSA International movimentou 65,12 milhões de TEU, 14,4% acima dos 56,93 milhões de TEU verificados em 2009.

O forte crescimento, que compensou as perdas sofridas no exercício anterior, foi, no entanto, conseguido essencialmente nos sete primeiros meses do ano, sublinhou a PSA Singapura na apresentação dos resultados.

“A taxa de crescimento mais baixa nos últimos cinco meses indica que persistem as debilidades das maiores economias globais, pelo que o crescimento em 2011 deverá ser diferente e não pode ser tido por garantido”, afirmou a propósito Eddie Teh, CEO do grupo, citado no comunicado da companhia.

O grupo PSA International opera 28 terminais de contentores em 16 países, na Ásia, Europa e Américas, com uma capacidade global de 111 milhões de TEU.

A PSA International detém a concessão do Terminal XXI de Sines. Os números finais do terminal português ainda não são conhecidos, sendo que o objectivo para 2010 era crescer 50% para a casa dos 380 mil TEU. No final de Setembro eram já 282 mil, 60% mais do que no período homólogo de 2009.

Os comentários estão encerrados.