A PSA Peugeot Citroën vai produzir em Mangualde a próxima geração de veículos comerciais ligeiros do segmento B-VCL a partir de 2018. Para tal, o grupo dispõe-se a investir mais cerca de 50 milhões de euros na unidade portuguesa.

PSA Mangualde

 

O projecto de investimento iniciar-se-á já a partir de 2016. “Este projecto irá consistir na modernização e inovação dos processos produtivos, tornando este Centro de Produção ainda mais flexível e competitivo”, refere o comunicado emitido a propósito.

“Graças aos esforços e ao rigor dos colaboradores de Mangualde, que souberam responder às exigências económicas e organizacionais solicitadas pelo grupo, tenho o grato prazer de anunciar hoje a afectação desta produção. Estes volumes complementares permitirão à nossa fábrica convergir para a meta de uma taxa de utilização de 122% no horizonte de 2022, tal como definido no nosso plano Back in the Race”, refere, citado na mesma nota, Yann Vincent, director industrial da PSA Peugeot Citroën.

O anúncio da produção dos novos modelos foi feito na presença do ministro da Economia, António Pires de Lima, que realçou a importância local e nacional que esta empresa tem ao nível do emprego, do tecido económico nacional e das exportações.

Após 54 anos de história e mais de um milhão de veículos produzidos, o Centro de Produção de Mangualde da PSA vê assim confirmada a sua futura actividade.

O reforço do nível de produção deverá ser acompanhado, tanto quanto possível, pelo aumento da incorporação nacional  nos veículos de Mangualde.

Recorde-se que há apenas alguns dias os CTT firmaram com a PSA Peugeot Citroën uma encomenda de cerca de 600 comerciais Peugeot, dos quais 428 são do modelo Partner, construído em Mangualde.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.