A PSA International movimentou 67,6 milhões de TEU em 2016, mais 5,5% do que no ano anterior. O crescimento foi suportado exclusivamente pelos mercados internacionais.

Porto de Singapura

De facto, a movimentação de contentores no terminal de Singapura estagnou (-0,1%), tendo fechado o ano passado com 30,59 milhões de TEU. Já nos terminais internacionais, os 37 milhões de TEU registados pela PSA representaram uma subida de 10,6% em relação a 2015.

A companhia não detalhou a performance dos seus cerca de 40 terminais, em 16 países, um pouco por todo o mundo.

“2016 foi outro ano difícil para o sector marítimo-portuário. Tivemos de lidar com um comércio mundial escasso, uma procura débil do transporte por contentor, uma sobrecapacidade de oferta e baixos preços médios dos fretes”, lembrou, citado pela assessoria de imprensa, o CEO da PSA International.

Sobre 2017,  Tan Chong Meng admitiu que a conjuntura se manterá “difícil” para o sector. E alertou para as mudanças que ocorrerão, em resultado da convergência da fraca procura, do desenvolvimento tecnológico e das novas necessidades dos clientes, aliada à rápida consolidação do sector do transporte marítimo.

A PSA International controla o Terminal XXI de Sines. Os números finais de 2016 ainda não são conhecidos mas é seguro que o terminal cresceu a dois dígitos.

Comments are closed.