Está assinado o acordo de renegociação da concessão do Terminal XXI, em Sines. A PSA Sines vai investir 547 milhões de euros, contra mais 20 anos de contrato.

Terminal XXI aumentará capacidade para 4,1 milhões de TEU/ano

O Ministério do Mar anunciou hoje a assinatura, ontem, do acordo que viabiliza a concretização das terceira fase de expansão do Terminal XXI.

O acordo prevê que a concessionária do terminal de contentores, a PSA Sines, invista 547 milhões de euros, em infra-estruturas e equipamentos, “ao longo do prazo do contrato de concessão”. O comunicado governamental não o diz, mas o prazo da concessão será alargado em 20 anos, passando a vigorar até 2049.

O comunicado não refere também qualquer investimento público.

O investimento agora acordado prevê o prolongamento da frente de cais até aos 1 950 metros (1 750 + 200 metros), permitindo a operação em simultâneo de quatro porta-contentores de última geração.

Em consonância, o parque de contentores aumentará dois actuais 42 para 60 hectares.

Ao nível dos equipamentos, prevê-se a instalação de mais nove pórticos super post-panamax e 30 pórticos de parque, além da modernização e substituição de equipamentos já instalados.

Concretizado que esteja o investimento, o Terminal XXI quase duplicará a capacidade de movimentação de contentores, dos actuais 2,3 milhões para 4,1 milhões de TEU/ano.

“Este acordo coloca o Porto de Sines como um dos principais portos do “West Med”, em termos de oferta portuária no segmento da carga contentorizada, garantindo capacidade para competir e atrair novas cargas e clientes, reforçando o posicionamento de Sines no contexto marítimo-portuário internacional”, destaca o Ministério do Mar.

This article has 2 comments

  1. Então foi por isso que despediram cerca de 80 trabalhadores, o dinheiro não dava para tudo.

  2. luís pereira

    A MINISTRA DO MAR ANA PAULA VITORINO demorou 4 anos a renegociar algo que os espanhóis fazem em 4 meses ??? mais vale tarde do que nunca diz o ditado !