A Federal Express manteve-se em 2014 como a maior companhia mundial de carga aérea, de acordo com o ranking elaborado pela IATA.

Qatar Airways

Sem surpresas, a companhia norte-americana e a sua congénere e rival UPS Airlines, segunda classificada, são as excepções ao domínio asiático do top 10 do ranking mundial, em linha com o peso específico da região da Ásia-Pacífico no mercado mundial de carga aérea, e em conformidade também com o explosivo crescimento da região do Médio Oriente.

A entrada da Qatar Airways para o décimo lugar da classificação da IATA é, de resto, a principal novidade nos lugares da frente do ranking. Saiu a China Eastern Airlines.

Nos primeiros cinco lugares do escalonamento não houve mesmo qualquer alteração face a 2013: atrás da FedEx e da UPS mantiveram-se a Emirates Airlines, a Korean Air e a Pacific Airways, por esta ordem.

A China Southern Airlines galgou dois lugares e passou a ser sexta classificada, tendo ultrapassado a China Airlines e a All Nippon Airways. A Air China manteve o nono posto, à frente, agora, da Qatar Airways.

Este ranking da IATA considera apenas as toneladas-km transportadas em serviços regulares.

No ano passado, recorda a associação, o mercado mundial de carga aérea cresceu 5,8% em volume, superando o aumento da oferta de capacidade (avançou 5%) e colocando a taxa de ocupação nos 48%.

Nos passageiros, a Delta Air Lines foi a número um mundial em 2014, seguida da Southwest Airlines, da China Southern Airlines, da United Airlines e da American Airlines (ainda sem a US Airways. Com ela, a American seria a maior de todas).

Também aqui sem surpresas, o ranking é dominado pelas operadoras norte-americanas fruto do seu imenso mercado doméstico.

Tags:

Comments are closed.