A Qatar Airways adquiriu 9,9% da IAG, tornando-se no maior accionista da holding que controla a British Airways, a Iberia e a Vueling e que está compradora da Aer Lingus.

O investimento, tendo como referência a cotação das acções da IAG nas bolsas de Londres e Madrid no passado dia 29, terá rondado os 1,5 mil milhões de euros. A IAG e a Qatar integram a aliança Oneworld, pelo que já têm algum histórico de code-share e parcerias na carga.

O grupo IAG tem a maior parte do capital (quase 90%) disperso em Bolsa. Com o negócio agora formalizado, a Qatar Airways é o maior accionista, e admite reforçar a posição a prazo, seguida dos fundos Standard Life (com 6%), Europacific Growth (5,3%) e Capital Research and Management (5,2%).

Analistas contactados pela “Reuters”, apontam que o negócio facilitará o acesso da companhia do Qatar aos hub da BA e da Iberia, em Londres e em Madrid, respectivamente, e, por via deles, aos mercados da América do Norte, no primeiro caso, e América Latina, no segundo.

Em contrapartida, assinalam, a IAG poderá beneficiar das oportunidades de crescimento na Ásia, India e Médio Oriente, onde a Qatar já está estabelecida, além de passar a dispor de uma fonte de financiamento considerável para futuros investimentos.

A Qatar Airways é detida pelo fundo soberano do país. Opera com uma frota de 130 aviões e tem mais 340 encomendados.

 

 

 

 

 

Comments are closed.