A empresa pública CRS apresentou há dias um protótipo do novo comboio de Alta Velocidade chinês, que deverá ser capaz de viajar a 500 km/hora.

O protótipo foi construído pela Sifang Locmotive & Rolling Stock, uma filial da empresa pública chinesa CSR. A potência dos seus motores eleva-se aos 22 800 kw, muito mais que os 9 600 kw do CRH380 que actualmente liga Pequim e Xangai, e que detém o recorde de velocidade no país, com um registo de 300 km/hora.

A composição, com seis veículos, foi construída numa combinação de plástico reforçado, fibras de carbono e magnésio, para reduzir o peso e, logo, aumentar a velocidade.

Não foi avançada qualquer data para a eventual entrada em serviço comercial do novo comboio.

Entretanto, a rede de Alta Velocidade chinesa, já a maior do mundo, continua a aumentar. Um novo troço, entre Cantão e Schenzen, foi inaugurado há dias. Dos 8 358 quilómetros operacionais no final do ano passado, deverá passar para os mais de 13 mil quilómetros no final de 2012 e atingir os 16 000 km em 2020.

O “sonho” da Alta Velocidade chinesa sofreu um sério revés em Julho passado, quando um acidente matou 40 passageiros na linha Pequim-Xangai. Na altura, o governo decidiu congelar novos investimentos na rede e mandar vistoriar 54 comboios. Agora, cinco meses volvidos, 54 altos quadros do Ministério dos Caminhos-de-Ferro foram sancionados pela ocorrência.

Comments are closed.