Ramiro Sequeira é o CEO interino da TAP, substituindo Antonoaldo Neves, afastado na sequência do acordo entre o Estado e os privados para o  resgate da companhia.

Ramiro Sequeira está na TAP desde Agosto de 2018, quando assumiu as funções de COO (Chief Operating Officer). Antes esteve na Iberia, e antes disso ainda na Iberia Express, na Vueling, na Luzair, na Air Luxor e na Portway, onde se iniciou no sector do transporte aéreo, em Abril de 2002, como Passenger Service Officer.

Agora, e enquanto não é contratado o CEO que o Governo quer recrutar no mercado, Ramiro Sequeira terá de liderar a elaboração da proposta de reestruturação que a TAP terá de entregar em Bruxelas e, depois de aprovada, a sua implementação, que passará, tudo aponta, entre outras medidas, pela redução do tamanho da companhia.

Na sequência do acordo com a Atlanic Gateway, de David Neeleman e Humberto Pedrosa, o Estado assumiu a posição de Neeleman no capital da empresa e passou a deter 72,5% da TAP, tornando-se, assim, o accionista principal da empresa.

This article has 1 comment

  1. “A montanha pariu 1 rato” como vem sendo habitual no Ministro dos transportes, Pedro Santos, anunciou que ia ao mercado para contratar gestor / CEO para a TAP e não teve outra alternativa se não procurar nas calcas ou seja na própria casa, nada que tenha surpreendido num desgoverno que nem consegue construir o novo terminal muito menos novo aeroporto na capital, Lisboa !

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*