As receitas do Canal do Suez ascenderam a 5,3 mil milhões de dólares (4,4 milhões de euros) em 2017, mais 5,6% do que no ano anterior. As reduções das portagens, em Abril (granéis sólidos) e Agosto (navios-tanque de GNL), parece terem surtido efeito.

O tráfego no canal que liga a Europa e a Ásia aumentou 4,6% face a 2016. Esta subida resultou numa  arqueação líquida 7,1% superior nos 12 meses em comparação com os valores correspondentes do ano anterior.

Em Dezembro, o Canal do Suez registou 74 navios a atravessarem a via navegável em 24 horas, o maior número de cruzamentos de navios num só dia na história da estrutura egípcia. O anterior recorde, de 70 embarcações, era de Setembro de 2015, logo após o alargamento da estrutura.

Os 74 grandes navios carregaram um total de 5,2 milhões de toneladas de carga, também um peso recorde de embarques em um único dia.

O chefe da Autoridade do Canal de Suez, o vice-almirante Mohab Mameesh, defendeu que os números mais altos de 2017 reflectem a importância do canal para o comércio internacional.

Mamesh acrescentou que o Egipto está à procura de beneficiar do enorme volume de cargas que atravessam o canal anualmente, implementando um ambicioso projecto de desenvolvimento na região que verá o estabelecimento de zonas industriais e a criação de um clima mais atraente para os investidores.

 

 

 

Comments are closed.