Em oito anos, Portugal encerrou 250 quilómetros de linhas férreas e electrificou pouco mais de 200. A maior parte da rede continua a ser em via única. E a produção de comboios recuou, nos passageiros como nas mercadorias . . .

 

*** CONTEÚDO DE ACESSO RESERVADO. FAÇA LOGIN OU TORNE-SE ASSINANTE T&N ***