A Refer está realizar um estudo de mercado sobre as potencialidades da Linha do Minho. Mas a concretização de qualquer intervenção de modernização da rede entre Nine e Valença dependerá do Governo.

A informação foi avançada à “Lusa” por fonte da gestora da infra-estrutura, dias antes da realização, em Viana do Castelo, de uma reunião de autarcas, políticos e empresários do Norte e da Galiza para debaterem o futuro da ligação ferroviária até Vigo.

Dessa reunião é esperada uma tomada de posição conjunta que passará pela reivindicação aos governos de Portugal e Espanha que a modernização da linha ferroviária entre o Porto e Vigo seja considerada “prioritária”.

A construção da linha de Alta Velocidade Porto-Vigo começou por ser adiada e agora está suspensa, tal como toda a nova rede ferroviária nacional. Os autarcas da região defendem, todavia, que a modernização da infra-estrutura existente permitiria reduzir os tempos de trânsito e, logo, tornar mais atractiva a opção ferroviária.

Por falta de clientes, a CP chegou a anunciar o fim da ligação da fronteira a Vigo, o que só não se concretizou porque a Renfe aceitou suportar os custos da operação em território espanhol.

Comments are closed.