Trabalhos decorrerão durante um ano, entre as estações do Areeiro e de Sacavém.

A construção do troço Poceirão-Caia da futura linha de Alta Velocidade Lisboa-Madrid só avançará em 2011, o troço Lisboa-Poceirão está num impasse, e o Lisboa-Porto foi adiado. Ainda assim, a Refer consignou ontem a empreitada para a inserção da rede de Alta Velocidade na rede convencional nos acessos à capital, entre as estações do Areeiro, na Linha de Cintura, e do Oriente, na Linha do Norte.

O custo da empreitada é de 19 milhões de euros. Os trabalhos deverão prolongar-se por um ano (365 dias de calendário), a cargo da Obrecol.

Entre as principais intervenções previstas contam-se a ampliação de várias passagens superiores e inferiores (para acomodar o alargamento do canal), a supressão de uma passagem-de-nível, o desvio e reforço do viaduto do Alviela (na zona de Marvila) e a primeira fase da construção do futuro Parque de Material e Oficinas.

Os comentários estão encerrados.