Os governos de Espanha e Franca e a Transportes Riva parecem estar de acordo e com pressa em relançar a Auto-estrada do Mar entre Gijon e Nantes mas ninguém arrisca uma data. Talvez só em Setembro.

AEM Gijon-Nantes

A Transportes Riva prevê transportar 18 mil camiões no primeiro ano de operação da AEM, o que corresponderá a cerca de 60% da capacidade do navios e está em linha com o realizado, entre Setembro de 2013 e Setembro de 2014 pela LD Lines (foram cerca de 20 mil pesados).

Tal como com a LD Lines, a AEM voltará a apostar no transporte de carga acompanhada. E os promotores admitem a possibilidade de colocar ao serviço um segundo navio para fazer triangulação com portos de Inglaterra e Irlanda (tal como a LD Lines tentou).

À sua espera a Transportes Rivera tem cerca de 2,5 milhões de euros de co-financiamento público para o primeiro ano de operação (até Setembro de 2016). Mas terá de operar o serviço até Setembro de 2017. Pelo menos.

A LD Lines já aceitou trespassar a sua posição na operadora pelo valor simbólico de um euro. Mas a Transportes Riva terá de assumir também os eventuais passivos, o que aconselha cautela e requer tempo para passar a pente fino todos os documentos.

As autoridades portuárias de Gijon e de Nantes St. Nazaire já fizeram a sua parte para ajudarem à viabilidade do serviço, tendo acordado uma redução de cerca de 22% dos custos portuários associados.

Segundo a ministra do Fomento de Espanha, terá sido agora a Transportes Riva a pedir um mês antes de iniciar as operações. O que atira para o princípio de Agosto. Ou para Setembro, por causa das férias de Verão.

Comments are closed.