O Reino Unido adjudicará o primeiro troço de Alta Velocidade do país até ao fim do ano, anunciou a High Speed Two (HS2), empresa pública promotora do projecto orçado em dez mil milhões de euros.
av-inglaterra

O objectivo é que as obras da linha, que unirá Londres e Birmingham, arranquem no início de 2017.

A construção da linha de 225 quilómetros de comprimento será dividida em sete troços. As companhias interessadas poderão concorrer a um máximo de quatro troços. Entre as empresas a concurso estarão as espanholas ACS, Acciona, FCC e Ferrovial, de acordo com o diário “Expansión”.

A ligação Londres – Birmingham é a primeira fase de um projecto que pretende unir a capital britânica a Manchester por Alta Velocidade. Com este anúncio, a HS2 garante a continuidade deste mega-projecto, apesar da decisão do Brexit tomada pelos eleitores em referendo.

“A Alta Velocidade ferroviária constitui uma oportunidade única para transformar a rede de infra-estruturas britânica e equilibrar a economia do país”, sublinha, citado pelo “Expansión”, o presidente da HS2, David Higgins.

Actualmente, o Reino Unido apenas conta com um troço de Alta Velocidade, o High Speed One (HS1), que liga Londres ao túnel da Mancha.

 

This article has 1 comment

  1. A Inglaterra sempre soube fazer os investimentos que são necessários para aumentar a acessibilidade de Londres, a competitividade da sua economia e a praça financeira da sua capital através da expansão dos seus aeroportos e linha de metro mais do que centenária !!