A poucas semanas do Brexit, o Reino Unido tornou-se o 24.º país do mundo a reconhecer a utilização da carta de porte electrónica (e-CMR).

A e-CMR pode, de acordo com a IRU, ajudar a aliviar os procedimentos alfandegários estabelecidos no acesso à Grã-Bretanha dos camiões oriundos da UE findo o período de transição que decorrerá até ao fim de 2020 e enquanto não houver um acordo de longo prazo para o comércio livre.

Na verdade, este instrumento de gestão digital da documentação associada aos serviços de transporte pode, acreditam os seus defensores, tornar-se uma opção de grande interesse para facilitar o tráfego bilateral com origem na União Europeia quando o Brexit ocorrer, o que está previsto para ocorrer a 31 de Janeiro.

Portugal aderiu ao protocolo e-CMR em Outubro do ano passado.

 

Tags:

Comments are closed.