O ano passado foi histórico para a Renault no mercado português de veículos comerciais ligeiros (VCL). A quota de mercado do construtor ascendeu a 21,4% (mais 1,5 pontos percentuais do que os 19,9% de 2017), um recorde.

A Renault Portugal comercializou 8 401 VCL no ano passado (+9,5% do que os 7 673 do exercício anterior). Mais de um em cada cinco VCL vendidos em Portugal em 2018 ostenta a marca Renault.

Todos os modelos da gama de VCL da marca francesa obtiveram nos seus segmentos quotas de mercado superiores a 20%. O Clio Société foi o líder do segmento nos derivados de passageiros, enquanto os furgões Trafic e Master lideraram nos respectivos segmentos.

“Foi mais um ano histórico para a marca, em Portugal. Não só porque atingimos os 21 anos consecutivos de liderança, mas porque o fizemos obtendo a melhor performance do grupo dos últimos 30 anos. A Renault liderou nos automóveis de passageiros e nos comerciais ligeiros, onde conquistou a melhor quota de mercado da história. Um resultado que premeia o profissionalismo de todos aqueles que trabalham para o grupo Renault, nas suas empresas, mas também na rede de concessionários”, indica, citado pela assessoria de imprensa, o administrador-delegado da Renault Portugal, Fabrice Crevola.

 

 

Os comentários estão encerrados.