A Renfe Mercancías, filial de transporte de mercadorias do operador público espanhol, fechou o exercício de 2016 com 18,36 milhões de toneladas transportadas, um valor 12% inferior ao do ano anterior. Todos os segmentos de cargas caíram face a 2015.

Renfe Mercadorias

O tráfego de vagões completos caiu 9,49%, para 11,3 milhões de toneladas. O transporte intermodal caiu 5,37%, para 5,46 milhões de toneladas, e o tráfego na rede de bitola métrica baixou 38,92%, para 1,5 milhões de toneladas.

Os tráfegos nacionais, que representam 82,2% da actividade da Renfe Mercancías, caíram 13%, para 15 milhões de toneladas. Em termos internacionais, os volumes da companhia baixaram 7,15% em relação a 2015, para 3,6 milhões de toneladas.

Também no que concerne às toneladas-quilómetro transportadas 2016 foi um ano de perdas para o operador. Encerrou o ano passado com 6,63 mil milhões de toneladas-quilómetro, menos 6,27%. Nesta análise, curiosamente, a quebra de produção foi igual nos tráfegos nacionais e internacionais.

Comments are closed.