A Renfe Mercancías lançou o processo de venda das participações que tem na Transfesa (de cerca de 20%) e na Semat (a rondar os 36%).

Transfesa

A alienação estava prevista no plano apresentado em Abril, o qual contempla a redução da força de trabalho e a venda de activos subutilizados.

A área de mercadorias do operador ferroviário público espanhol confiou à Grant Thorton Advisory a assistência técnica de natureza financeira para alienar suas participações em ambas as companhias.

A Transportes Ferroviarios Especiales – Transfesa é detida a 70,29% pela Deutsche Bahn Ibérica Holding e em 20,35% pela Renfe. Além disso, 9,11% do capital corresponde a acções próprias, enquanto 0,25% é detido por um grupo de accionistas.

Na Sociedad de Estudios y Explotación de Material Auxiliar de Transportes – Semat, a Transfesa detém 62% do capital social e a Renfe Mercancías 36,36%. A Semat é uma companhia especializada no transporte ferroviário de veículos acabados.

O Ministério do Fomento espanhol diz que anunciará, ainda antes do fim do ano, um plano para melhorar o transporte ferroviário de mercadorias no país vizinho, o que incluirá “incorporar um parceiro logístico na Renfe Mercancías”.

 

 

Os comentários estão encerrados.