A Renfe vai arrancar no próximo ano com um teste-piloto de tracção ferroviária a gás natural liquefeito (GNL).

Renfe GNL

De acordo com o ministro do Fomento espanhol, Iñigo de la Serna, a iniciativa, que conta com a colaboração da Gas Natural Fenosa e da Enagás, é a primeira do género na Europa e a primeira do mundo apenas para passageiros.

A experiência-piloto decorrerá por um período de quatro meses na via ferroviária de bitola métrica que une os municípios asturianos de Figaredo e Trubia. O objectivo dos promotores é testar o uso do GNL, tal como as suas vantagens ambientais e económicas, em serviços comerciais de passageiros.

O projecto funcionará como uma antecipação do plano que o operador ferroviário apresentará no início de 2018 para mudar o material circulante que usa. O governo espanhol comprometeu-se, segundo o “El Economista”, a não contratar mais comboios com propulsão diesel.

De la Serna anunciou, também, que a Adif irá lançar, dentro de um mês, o “Smart Grid Ferroviário”, uma rede inteligente para a gestão eficiente da energia, tanto na Alta Velocidade como no serviço convencional.

Esta plataforma permitirá tomar decisões em tempo real e facilitará a implementação de melhorias para adaptar o consumo de energia à procura real. O projecto, que vai durar dois anos, terá um investimento de cinco milhões de euros.

 

 

 

 

Tags:

Comments are closed.