A ANTRAM reúne em Congresso no próximo fim de semana. O processo de revisão do CCT dos motoristas será um dos temas mais relevantes em debate.

A manhã do segundo dia do Congresso da associação dos transportadores rodoviários de mercadorias está reservada para uma reunião de associados, em que se analisará, sobretudo, os impactos, actuais e futuros, da Convenção Colectiva de Trabalho.

A ANTRAM, recorde-se, está em processo de negociação da revisão do CCT com a Fectrans (até aqui a única signatária da primeira versão do texto, no ano passado), o SIMM e o SNMMP, depois de um período de grande convulsão social e laboral.

As negociações ainda não chegaram a termo, mas já é evidente que os custos a suportar pelas empresas transportadoras tenderão a subir substancialmente, além do esforço que já resultou do CCT assinado entre a ANTRAM e a Fectrans.

De constrangimentos, ameaças e desafios se falará já na tarde de sexta-feira, depois da abertura do Congresso. Será no painel dedicado ao “Transporte Rodoviário de Mercadorias – ultrapassar constrangimentos”, durante o qual se abordará o actual panorama europeu.

Na União Europeia o Pacote da Mobilidade continua a fazer o seu caminho, e já se sabe que dele resultarão mais constrangimentos à operação dos transportadores rodoviários de mercadorias, desde logo, mais encargos. Esse e outros aspectos irão condicionar o sector no futuro próximo, e daí a sua abordagem no Congresso da ANTRAM.

A tarde de sábado será dedicada a uma intervenção especial de Jorge Sequeira, professor, investigador e especialista na área da Psicologia, que irá conduzir a palestra “Dar ao Pedal”. E não, não se falará de modos de mobilidade suave…

O 19.º Congresso da ANTRAM decorrerá no Centro de Congressos de Tróia.

Tags:

Comments are closed.