A Autoridade Portuária de Roterdão vai investir 75 milhões de euros na compra de 30% do capital do porto brasileiro de Pecém. A operação entre o porto holandês e o estado do Ceará deverá ser formalizada em Setembro.

Porto de Roterdão investe 75 milhões em Pecém

Roterdão tem objectivos ambicioso para o porto brasileiro. “Trabalhamos como consultores de Pecém há vários anos, pelo que esse investimento permitir-nos-á intensificar ainda mais essa parceria. Vamos trabalhar para garantir que Pecém se expanda e se torne o futuro centro logístico e comercial do Nordeste do Brasil”, indica o CEO da Autoridade Portuária de Roterdão, Allard Castelein.

O porto de Pecém tem registado um rápido crescimento e estima-se que possa atingir um movimento de 45 milhões de toneladas em 2030. Em 2017, atingiu 16 milhões de toneladas e na última década cresceu a uma taxa média anual de 22%.

“O porto de Pecém tem o potencial de se tornar um centro industrial e logístico para o Nordeste do Brasil, pois oferecerá muitas oportunidades para fluxos de comércio internacional e investimentos na Europa”, referem as partes.

Além da participação em Pecém, o Porto de Roterdão também está envolvido no Porto Central, um novo porto ainda em desenvolvimento no estado brasileiro do Espírito Santo.

 

 

Comments are closed.