A Autoridade Portuária de Roterdão (APR) lançou um programa de cinco milhões de euros de incentivo ao transporte marítimo verde.

Baptizada de Esquema de Incentivo ao Transporte Amigo do Ambiente, a iniciativa pretende promover projectos e demonstrações que façam uso de combustíveis com baixo teor de carbono ou carbono zero aplicados na área portuária de Roterdão.

Já com inscrições abertas, depois de anunciado pela APR em Abril último, o programa destina-se a carregadores, companhias de navegação, produtores e fornecedores de combustíveis, fabricantes de motores e prestadores de serviços. O Esquema de Incentivo Transporte ao Amigo do Ambiente do porto holandês decorre até ao fim de 2022.

“Queremos participar de forma activa na redução das emissões de CO2 geradas pelo sector do transporte marítimo de mercadorias. Através deste esquema, somos capazes de dar a várias partes precisamente o impulso financeiro extra de que precisam para realizar um projecto concreto nesta área”, indica, citado em comunicado, o CEO da APR, Allard Castelein.

Este esquema de incentivos está alinhado com as metas estabelecidas no Programa de Acção Climática dos Portos Mundiais, lançado em Setembro de 2018.

Nesta parceria, que Roterdão diz ser iniciativa sua, estão também envolvidas as autoridades portuárias de Hamburgo, Barcelona, Antuérpia, Los Angeles, Long Beach e Vancouver. Estão a trabalhar de forma conjunta em projectos destinados a reduzir a contribuição do sector de transporte marítimo para o aquecimento global.

 

 

This article has 1 comment

  1. É muito bom preocuparmo-nos todos com a situação do CO2. O mundo deve estar alinhado com esta iniciativa louvável para conservação global