Rui Loureiro, até há pouco presidente da Refer, foi hoje confirmado como presidente da Carris, Metropolitano de Lisboa, Transtejo e Soflusa.

A nomeação, já esperada, foi hoje decidida pelo Governo em reunião do Conselho de Ministros. As quatro empresas públicas de transportes de Lisboa ficam com um único Conselho de Administração, integrado por cinco elementos.

Além de Rui Loureiro, foram nomeados, para vogais, Pedro Bogas e Maria Manuela Figueiredo, que já desempenhavam essas funções na Carris e Metropolitano, e ainda Tiago Carvalho dos Santos e José Rui Roque. Este último integrava a equipa de Rui Loureiro na Refer.

Como missão prioritária, a nova administração terá de concretizar a concessão da gestão da Carris e do Metropolitano de Lisboa a privados. A Transtejo/Soflusa deverão seguir-se-lhes.

A Carris e o Metropolitano estavam sem presidente do Conselho de Administração desde o afastamento de José da Silva Rodrigues, na sequência do caso dos swaps. No caso da Transtejo/Soflusa, o presidente do CA, João Pintasilgo, terminou o mandato vai para cinco anos.

Rui Loureiro deixou a Refer na sequência da decisão do Governo de integrar a gestora ferroviária com a Estradas de Portugal na futura Infra-estruturas de Portugal. António Ramalho acumula a presidência das duas empresas.

 

 

Comments are closed.