O governo de Castela e Leão propõe candidatar aos fundos europeus do CEF a construção de um terminal ferroviário intermodal na Zaldesa, de Salamanca.

A candidatura, que só aguarda o (quase certo) ok do governo de Madrid para ser apresentada em Bruxelas até 26 de Fevereiro, prevê a realização de estudos sobre o potencial do terminal e a sua construção faseada, incluindo os acessos.

De acordo com a imprensa local, o terminal localizar-se-á numa propriedade denominada “La Salud”, a escassos cinco quilómetros do centro urbano de Salamanca, com acessos directos às vias rápidas A62 e A66 e ao corredor transeuropeu E80.

Os promotores lembram a relação da plataforma Zaldesa aos portos de Leixões e Aveiro e esperam capitalizar a próxima entrada em serviço da electrificação da ligação ferroviária entre Salamanca e Medina del Campo.

O investimento previsto na plataforma intermodal ferroviária de Salamanca ascende a 14 milhões de euros. A candidatura aos fundos comunitários incluirá os estudos de viabilidade e a construção faseada da infra-estrutura.

O co-financiamento ao abrigo do CEF é de 20% do total do investimento, podendo ascender aos 40% no caso de projectos realizados em regiões transfronteiriças.

 

 

Tags:

Comments are closed.