José Lima Torres, até há pouco director na APDL, foi distinguido como Cidadão Honorário pelo município de Salamanca. Na altura, o alcaide espanhol reafirmou o empenhamento no cruzamento de investimentos entre a Zaldesa e a APDL.

Lima Torres, que coordenou as áreas comercial, de formação e de cooperação na APDL até ser reformar, viu assim reconhecido o papel desempenhado na aproximação dos portos de Leixões (e também Aveiro) à região de Castela e Leão, e em particular a Salamanca e à Zaldesa, a plataforma logística local, membro da rede Cylog.

O ex-director da APDL esteve directamente envolvido na promoção dos encontros de logística entre Leixões, Aveiro e Salamanca, de onde resultou o projecto E-80, de promoção da intermodalidade, apoiado pelo programa comunitário Marco Polo II.

Lima Torres participou igualmente nos contactos entre a APDL e a Zaldesa que resultaram na assinatura do acordo entre as duas entidades, que prevê a “instalação” do pólo de Salamanca na plataforma logística de Leixões e a entrada da APDL no capital social da Zaldesa.

O projecto, que tarda em concretizar-se, foi agora reafirmado pelo alcaide de Salamanca, que destacou também as oportunidades que se abrem ao intercâmbio de mercadorias com a anunciada electrificação da via férrea entre Salamanca e a fronteira portuguesa.

 

Os comentários estão encerrados.