Os responsáveis do terminal marítimo de Saragoça e do terminal de contentores de Gijon estão a negociar a criação de um serviço ferroviário que una as duas plataformas.

O Terminal Marítimo de Saragoça (TMZ) deu conta, em comunicado, dos encontros mantidos ao longo de Junho entre as duas entidades, tendo em vista “criar as bases” para o lançamento do novo corredor, através de Burgos e Vitória.

O porto de Gijon movimentou no ano passado 35 570 TEU, mais 30% que no exercício anterior. Além disso, é a base da primeira AEM entre Espanha e França, que nos primeiros nove meses de actividade movimentou 7 162 camiões e 1 293 plataformas.

Em Saragoça, o terminal marítimo movimentou no ano passado 39 400 TEU por via férrea, cotando-se como o segundo porto seco de contentores espanhol. O terminal gere um comboio diário para o porto de Barcelona e ligações semanais com Madrid, Burgos e Vitória.

Na prática, o estabelecimento de um corredor entre Saragoça e Gijon permitiria ligar a costa mediterrânica de Espanha e o golfo da Biscaia, numa solução ferro-marítima que evitaria a passagem pela costa atlântica da Península, com as vantagens a tal inerentes em termos de tempo e custos.

Comments are closed.