A Scania reforçou a frota da Transportes Central Pombalense com três camiões a GNL. Juntam-se aos cerca de 300 camiões da marca do transportador português.

Os Scania a GNL agora adicionados à frota da TC Pombalense têm potência de 410 cv e 2000 Nm de 1100 a 1400 rpm. Estes números são equiparáveis aos dos motores a gasóleo do mesmo tamanho.

“A nossa decisão de apostar em veículos a GNL teve como objectivo diminuir as emissões de CO2 e a pegada ecológica, uma vez que esta é uma preocupação à escala mundial. Uma das principais vantagens de se adquirir um veículo a GNL é a questão económica; e o custo por quilómetro relativamente a um veículo a gasóleo”, afirma, citado em comunicado, Renato Neves, sócio-gerente da TC Pombalense.

Pedro António, responsável pelo tráfego da TC Pombalense, indica que os veículos são utilizados para o transporte nacional, de Trás-os-Montes ao Algarve. “A rota é planeada diariamente, serviço a serviço, tendo em conta a necessidade de abastecimento do gás”, explica.

Fernando Bernardo, motorista da companhia, gosta da experiência de conduzir o camião movido a GNL. “É algo que me satisfaz, porque é muito mais silencioso. A cabina é mais confortável e o espaço em si é muito melhor. Estou contente com o resultado”, salienta.

 

 

Comments are closed.