A Scania reclama a liderança do mercado ibérico de camiões de mais de 16 toneladas desde 2015.

Scania é líder nos camiões de +16 toneladas

As contas da Scania indicam que a marca sueca fechou o mês de Setembro com uma quota acumulada de 21,6%, graças às 674 unidades matriculadas.

Nos nove primeiros meses de 2018, aquele segmento de mercado em Portugal e Espanha caiu 0,4% relativamente ao período homólogo do ano passado. Porém, a Scania aumentou as vendas em 48,8%, sendo a marca que mais cresce.

Por segmentos e no valor acumulado do ano, a marca do grupo Volkswagen também é líder nos veículos tractores, com uma quota de 24,7%.

Rentabilidade valorizada

Além da “qualidade e fiabilidade” do produto, a rentabilidade também é valorizada pelo mercado e é isso que faz as vendas da marca aumentarem na região, de acordo com o director-geral da Scania Ibérica, Sebastián Figueiroa.

“Já conseguimos atingir o 12.º recorde de baixo consumo de combustível em ensaios com a imprensa da Península Ibérica, o que é mais uma prova da eficiência dos nossos camiões”, refere, citado pela assessoria de imprensa.

Figueiroa realça também a conectividade como ferramenta de rentabilidade. “Exemplo disto é o Ecolution, que permite poupanças de combustível e de emissões de CO2 graças à formação e coaching dos condutores, à gestão da frota e a uma manutenção assessorada dos veículos. Graças à conectividade, dispomos de informação de mais de 300 000 veículos conectados”, indica o executivo.

Além dos produtos – com realce para as novas energias que aí vêm –, o director-geral da Scania Ibérica salienta também a rede da marca. “O elo que encerra esta trajectória de crescimento é a nossa rede de vendas, que sabe dar resposta às necessidades de cada um dos nossos clientes, oferecendo-lhes ‘o seu camião’, aquele que se ajusta às peculiaridades do seu trabalho”, afirma Sebastián Figueiroa.

 

 

Tags:

Comments are closed.