A espanhola Transportes García de la Fuente (TGF) está a apostar no GNL como combustível e partilha, num vídeo da Scania, as suas impressões sobre os resultados e o dia a dia de operar com este combustível.

A TGF é uma empresa familiar com uma trajectória de 50 anos. Conta com 180 tractores em frota, 12 dos quais propulsados a GNL.

“Logicamente, entrámos no mundo do gás pelo ambiente, competitividade e pelo consumo”, justifica Felicíssimo Bermejo, gestor de frota da companhia.

“A poupança surge por duas vias: uma, o menor consumo do próprio veículo; e outra o preço mais reduzido do combustível em comparação com o gasóleo”, explica Félix Santaballa, conselheiro delegado da TGF, antes de indicar que as limitações de abastecimento se reduziram.

Os motoristas indicam que a condução dos camiões a gás é confortável e silenciosa.

“Num futuro próximo, a única opção que existe é o gás”, segundo Félix Santaballa, que adianta que a companhia irá apostar mais nesta tecnologia.

 

Comments are closed.