A STCP espera receber em Setembro os primeiros dos 81 autocarros a gás natural adquiridos no ano passado por 19,5 milhões de euros.

A adjudicação dos autocarros foi feita em Outubro do ano passado, prevendo-se que os autocarros “comecem a
circular, de forma faseada, entre Setembro de 2020 e Outubro de 2021”, respondeu a STCP à “Lusa”. Dos 81 autocarros, 19 têm cerca de 3,4 metros de altura e os restantes 62 são de tipologia ‘low-flor”, com altura de cerca de 3,2 metros.

“A STCP tem viaturas de diferentes tipologias no sentido de responderem a necessidades específicas, quer em termos de procura de passageiros, quer em termos de locais de passagem”, justificou a empresa.

Entretanto, em Maio, terminou o concurso para aquisição de cinco viaturas 100% eléctricas e as duas propostas recebidas “estão em fase de análise e selecção”, apontando-se a entrada na frota da STCP para entre “Junho e Outubro de 2021”.

Os 81 autocarros a gás e os cinco eléctricos foram objecto do segundo concurso lançado pela STCP para a renovação da sua frota. No final de 2021, quando todas as viaturas tiverem sido entregues, a empresa terá renovado “64% da frota, num total de 269 viaturas”.

Num primeiro concurso, lançado em Abril de 2017, foram compradas 188 viaturas, das quais 173 autocarros a gás e 15 eléctricos.

Segundo a STCP, no fim de Maio, estavam em circulação a totalidade dos autocarros eléctricos e 115 dos a gás natural. As restantes 58 viaturas devem ser entregues no “terceiro trimestre” deste ano.

O investimento, de 46,7 milhões de euros, recebeu um financiamento comunitário “superior a 13 milhões de euros”.

A STCP refere que, “nesta operação, está ainda contemplada a implementação de novos postos de abastecimento a gás (Estação de Recolha da Via Norte), que se encontra na fase de conclusão”. Estes novos postos estão, agora, “em preparação para ensaios finais para vistoria e licenciamento de exploração”.

A operação abrange ainda a “instalação de postos de carregamento para veículos eléctricos (Estação de Recolha de Francos)”, que está “em funcionamento completo desde Novembro de 2018”.

O valor total do investimento na renovação da frota é superior a 23 milhões de euros, comparticipados pelo Fundo de Coesão em 4,7 milhões.

Comments are closed.