O sector automóvel em Portugal rendeu ao Estado 9,9 mil milhões de euros em impostos, em 2018, de acordo com dados da ACEA.

Segundo a associação europeia de construtores automóveis, o sector automóvel pagou mais de 400 mil milhões
de euros em impostos nos 14 países considerados no estudo realizado (onde os membros da ACEA actuam).

Portugal arrecadou 9,9 mil milhões de euros, grande parte (4,2 mil milhões de euros) dos quais com o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) sobre a venda, manutenção, reparação e peças de veículos.

Acrescem outros impostos sobre combustíveis e lubrificantes (3,2 mil milhões de euros), vendas e registos (800 mil euros), impostos anuais de propriedade (600 mil euros) e outros (1,1 mil milhões de euros).

Ainda assim, nesta lista de 14 países, Portugal fica em nono lugar quanto ao total de impostos arrecadados.

A liderar está a Alemanha (com um total de 92 mil milhões de euros),seguida pela França (79 mil milhões de euros) e por Itália (74,4 mil milhões de euros), países onde o sector tem mais representatividade.

Seguem-se o Reino Unido (56,3 mil milhões de euros), Espanha (28,1 mil milhões), Holanda (20,3 mil milhões), Bélgica (19,6 mil milhões) e Áustria (13,3 mil milhões).

Atrás de Portugal ficam a Suécia (8,6 mil milhões), Finlândia (8,3 mil milhões), Dinamarca (6,7 mil milhões), Grécia (5,7 mil milhões) e Irlanda (5,4 mil milhões).

Tags:

Comments are closed.