O primeiro comboio de mercadorias proveniente da China deverá cruzar a fronteira de Irun no próximo sábado e chegar a Madrid na terça-feira, dia 9. A operação regular poderá iniciar-se na Primavera.

A experiência é uma iniciativa do operador logístico IRS e da DB Schenker. O comboio partiu de Yiwu, um centro industrial de produtos de consumo chinês, no passado dia 18 de Novembro, transportando 40 contentores de 40” high cube.

O trajecto, de 13 mil quilómetros, atravessa o Cazaquistão, a Rússia, a Bielorrússia, a Polónia, a Alemanha, a França e Espanha até ao terminal de Madrid-Abroñigal. As locomotivas são substituídas a cada 800 quilómetros. Nas fronteiras da Bielorrússia e de Irun os contentores são transferidos para a mudança de bitola (primeiro europeia, depois ibérica). Na fronteira bielorrussa foram descarregados dez dos contentores, que seguiram viagem de camião.

O tempo de viagem total – 21 dias – afigura-se bastante competitivo face à opção do transporte marítimo. De tal modo que os dois promotores desta experiência admitem lançar um serviço regular a partir da próxima Primavera.

Curiosamente, a parte do percurso entre França e Espanha é feita através do Corredor Atlântico, um dos corredores prioritários da Rede Transeuropeia de Transportes, unindo os portos portugueses a Madrid, ao Norte de França e, em breve à Alemanha.

Até agora, os comboios de mercadorias que ligam a Ásia à Europa terminam o seu percurso na Alemanha.

Comments are closed.