Estará por semanas o arranque de um serviço ro-ro entre os portos de Leixões e Setúbal e Zeebrugge, com extensão às Ilhas Britânicas e a países nórdicos, apurou o TRANSPORTES & NEGÓCIOS junto de diversas fontes.

O projecto estará a ser trabalhado há já cerca de ano. Uma demora que terá motivado mesmo alguma descrença entre vários actores no sector. Mas o arranque das ligações poderá mesmo acontecer ainda em Maio, e com um bom nível de adesão. Mesmo se os horários não estão ainda disponíveis.

A rotação anunciada é Zeebrugge, Leixões, Setúbal e regresso a Zeebrugge. A escala em Setúbal, de acordo com vários operadores ouvidos pelo TRANSPORTES & NEGÓCIOS, poderá ser justificada com as exportações de papel da Portucel Soporcel.

Roporfret é o nome da sociedade promotora do novo serviço. O TRANSPORTES & NEGÓCIOS tentou o contacto com os seus responsáveis, mas o representante em Portugal referiu estarem ausentes no estrangeiro.

Ao que foi possível apurar, a Cobelfret, nome forte nos tráfegos ro-ro no Norte da Europa, estará envolvida no negócio. Rumores que sugiram no mercado internacional, mas que foi impossível confirmar até ao momento, dão conta de que a empresa poderá estar a alocar meios para assegurar ela própria o serviço, sendo a Roporfret apenas uma sociedade instrumental.

Certo é que as ligações entre Zeebrugge e o Reino Unido, Irlanda, França, Suécia e Dinamarca que a Roporfret promete serão operados pela Cobelfret.

No arranque, o novo serviço deverá garantir apenas uma ligação semanal, para passar a bissemanal assim a procura o justifica. A frota dedicada à linha será então de dois navios.

Comments are closed.