As cargas contentorizada e ro-ro foram as principais responsáveis pelo crescimento de 3,1% nos volumes movimentados no porto de Setúbal em 2019.

No ano findo, o porto de Setúbal movimentou 6,34 milhões de toneladas, valor que compara com os 6,15 milhões registados em 2018, de acordo com os dados disponibilizados pela administração portuária.

A carga contentorizada foi a que mais cresceu em termos absolutos: 144 mil toneladas, para 1,4 milhões, ou 11,5%. O movimento de contentores, medido em TEU, avançou 10,7% para os 136 555 /123 301 no ano anterior).

Em alta esteve também a carga ro-ro: 25%, de 415 para quase 520 mil toneladas. O movimento de viaturas acompanhou, tendo subido 26,9% e chegado às 347 223. Os granéis líquidos aumentaram 16,1%, ou 50 mil toneladas, para as 362 mil.

A impedir um resultado mais positivo do porto de Setúbal esteve sobretudo a carga geral, que recuou 7,8%, de 1,38 para 1,27 milhões de toneladas. Já os granéis sólidos acabaram o ano praticamente a zeros, com 2,74 milhões de toneladas movimentadas.

Os terminais de serviço público movimentaram 4,56 milhões de toneladas (mais 6,6% em termos homólogos), destacando-se o terminal ro-ro com um aumento de 31,6% (588 mil toneladas) e os Multiusos I e II, com subidas de 5,5% e 7,5%, respectivamente (1,47 e 1,76 milhões de toneladas).

Ao longo de todo o ano passado, o porto sadino recebeu mais (+2,9%) navios (1 357 navios) mas de menor dimensão (menos 3,8% em GT média) que em 2018.

 

 

Comments are closed.