O Porto de Setúbal é o primeiro porto nacional a integrar a rede europeia de EcoPorts, depois de ver reconhecida a qualidade das suas práticas ambientais.

A avaliação da performance do porto sadino foi feita com recurso à Self-Diagnosis Methodology (SDM), disponibilizada pela Ecoports, parte integrando da Organização Europeia de Portos (ESPO). Foram considerados aspectos como o ordenamento e usos do solo, a medição da qualidade da água e do ar, as metodologias de movimentação e armazenamento das mercadorias, as medidas de preservação dos ecossistemas e a relação Porto-Cidade.

Nessa avaliação, confirmada por peritos independentes, o Porto de Setúbal recebeu a classificação de 94,97 pontos, num total de 100.

A rede EcoPorts integra actualmente 49 portos europeus, de Portugal, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Irlanda, Holanda, Bélgica, Alemanha, Suécia, Grécia, Chipre, Dinamarca, Croácia, Croácia, Finlândia e Albânia.

O Porto de Setúbal detém já a certificação ambiental ISO 14001. Apenas outros 15 EcoPorts ostentam igual distinção.

O próximo desafio para o porto nacional poderá ser a certificação PERS pela ESPO / EcoPorts, sendo que a PERS é a única certificação de gestão ambiental desenvolvida especificamente para os portos. No caso dos EcoPorts, apenas 12 a detêm.

Comments are closed.