Em comunicado, a FNSTP condena a precariedade laboral em Setúbal, repudia o recurso a trabalhadores externos ao porto e denuncia a agenda política do SEAL . . .

 

*** CONTEÚDO DE ACESSO RESERVADO. FAÇA LOGIN OU TORNE-SE ASSINANTE T&N ***