Três anos volvidos, o porto de Setúbal fixa um novo recorde de movimentação de cargas, anuncia a APSS.

Entre Janeiro e Novembro, Setúbal cresceu 22% relativamente ao período homólogo de 2009. E agora, nos primeiros dias de Dezembro, conseguiu ultrapassar o máximo anual absoluto, que datava já de 2007.

A carga geral foi o principal “motor” do crescimento verificado, com uma subida de 32%, sublinha a APSS. Mas os granéis sólidos também subiram 21%.

Os dois terminais multiusos estiveram em destaque, com crescimentos acima dos 50%. Os terminais da Sapec e ro-ro movimentaram mais cerca de 28% de cargas e a Termitrena progrediu 19%.

Entre os produtos que mais cresceram no porto do Sado destacam-se a estilha de madeira, os produtos metalúrgicos, veículos automóveis, produtos agrícolas, adubos, clinquer e cimento, de acordo com os dados divulgados pela administração portuária.

Ontem mesmo, a APSS anunciou o recorde das cargas de exportação, com um aumento de dois dígitos em volume e um peso específico de 60% no tráfego total do porto.

Autoeuropa, Secil, Somincor, Siderurgia Nacional e Portucel estão entre os principais carregadores/expedidores à partida de Setúbal. A União Europeia e os países da CPLP dominam como destinos das exportações.

Os comentários estão encerrados.