A Coreia do Sul continua a investir fortunas no sector naval do país. As últimas notícias apontam para uma nova injecção de 800 mil milhões de wons sul-coreanos (611,3 milhões de euros euros) na HMM.

HMM poderá receber mais 600 milhões de euros de dinheiros públicos

Em causa estará a necessidade de cobrir os prejuízos da HMM no exercício de 2018.

O plano de Seul é que a HMM emita obrigações no valor de 800 mil milhões de won sul-coreanos e que o Korea Development Bank, maior accionista da companhia, e a Korea Ocean Business Corp. (KOBC), o fundo estatal criado para “socorrer” o sector, comprem cada um 400 mil milhões.

A HMM e o governo da Coreia do Sul pretendem que a companhia aumente a capacidade da frota para um milhão de TEU até 2020, no sentido de a tornar competitiva no mercado internacional.

No mês passado, a HMM efectuou encomendas de porta-contentores num valor total de 3,15 biliões de wons (2,6 mil milhões de euros) aos três maiores estaleiros da Coreia do Sul. Hyundai Heavy Industries, Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering e Samsung Heavy Industries encontram-se em crise profunda desde 2016.

Entretanto, a HMM rejeitou rumores de que estaria em vias de assumir o controlo das operações da SM Line no trans-Pacífico.

 

Comments are closed.