A Seur elegeu a rota Porto-Madrid para testar em condições reais de operação dois camiões movidos a gás natural.

Seur - Iveco

Um dos veículos utilizados é um Iveco NP 400 cv a gás natural liquefeito (GNL) cedido pela marca italiana, tendo como parceiro estratégico a portuguesa Dourogás. A outra unidade é um camião transformado para Dual Fuel para poder usar gás natural comprimido (GNC) como combustível.

O Iveco é apresentado como o primeiro camião de longo curso concebido de raiz para ser alimentado a GNL. Com um motor de 400 cv, tem uma capacidade de carga idêntica ao do veículo a diesel e uma autonomia de 1 500 km.

O uso de GNL contribui, de acordo com os parceiros, para melhorar a qualidade do ar, gerando cerca de 30% menos emissões de CO2 do que os combustíveis tradicionais, eliminando as emissões de óxidos de enxofre e partículas e reduzindo substancialmente os óxidos de nitrogénio.

Com este teste-piloto na rota Madrid-Porto, a Seur espera comparar os resultados de desempenho para perceber qual opção é a mais eficiente e sustentável e para avaliar quais as rotas mais (adequadas para cada uma das alternativas. Após os testes, a companhia espanhola prevê que poderá reduzir em cerca de 23 toneladas o CO2 enviado para a atmosfera por veículo.

No âmbito do programa DrivingChange, há anos que a Seur aposta em veículos alternativos (Seur City, bicicletas, furgões, triciclos e motociclos eléctricos e veículos a gás natural e GPL) para reduzir o seu impacto ambiental. No ano passado, a companhia conseguiu reduzir em 16% as emissões por envio.

 

 

 

 

Comments are closed.