Para reduzir os consumos dos camiões diesel, ou aumentar a autonomia dos pesados eléctricos, a Siemens propõe um sistema híbrido diesel-eléctrico com a alimentação dos motores eléctricos a ser feita com recurso à instalação de catenárias.

O novo conceito, baptizado de “eHighway of the Future”, foi apresentado pela Siemens no decurso do 26.º Simpósio Anual de Veículos Eléctricos, em Los Angeles.

Os responsáveis da companhia alemã defendem que são os camiões – e não os ligeiros – a principal causa da poluição automóvel, e daí que tenham desenvolvido um sistema de alimentação dos pesados de mercadorias através da instalação de catenárias nas vias e de pantógrafos nos camiões.

Equipado com a solução Siemens, o camião detecta a existência das catenárias e acciona o pantógrafo, passando a ser alimentado a electricidade. Na ausência das catenárias, o pantógrafo é recolhido e o veículo segue a marcha, alimentado pelas baterias eléctricas ou pelo motor diesel convencional.

A Siemens defende a viabilidade da solução para os grandes eixos viários, ou para as ligações dedicadas existentes, por exemplo, entre os portos e as redes de auto-estradas. Mas a solução é igualmente viável junto dos meios urbanos. Aliás, uma das vantagens é a sua relativamente fácil adaptação às condições existentes.

A Siemens já está a testar o projecto na Alemanha.

Embora mais sofisticada, a proposta da Siemens faz lembrar os tróleis desenvolvidos em Portugal pela parceria Efacec e Salvador Caetano, já lá vão várias décadas. Esses veículos eram em regra alimentados por catenária mas dispunham de um motor diesel auxiliar que lhes permitia circularem onde não houvesse alimentação eléctrica, ou simplesmente para contornar um obstáculo que os obrigasse a afastarem-se da catenária.

Comments are closed.