O Sindicato XXI, dos trabalhadores portuários de Sines, em particular do Terminal XXI, anuncia para o próximo dia 29 o arranque de uma greve ao trabalho suplementar pelo prazo de um ano!

Porto de Sines

O pré-aviso de greve foi emitido na semana passada. Além da recusa à prestação de trabalho suplementar,  o sindicato anuncia também a paralisação total das operações nas duas últimas horas de cada turno. Mas neste caso, apenas entre 29 de Abril e 13 de Maio.

Na origem deste pré-aviso está o diferendo entre o sindicato e a PSA/Laborsines sobre as novas regras de horários de trabalho, trabalho suplementar e consequentes remunerações, gozo de férias, etc..

A discussão arrasta-se desde Outubro do ano passado. Um acordo deveria ter sido alcançado até ao final de 2016, mas o impasse permanece.

Reunião com Ana Paula Vitorino

Ontem mesmo, dirigentes do Sindicato XXI terão estado no Ministério do Mar, para uma reunião com Ana Paula Vitorino, em que também terá participado a ex-presidente do Porto de Sines (e actual presidente dos portos de Lisboa e Setúbal), Lídia Sequeira.

De acordo com a informação divulgada pelo sindicato, o encontro terá servido para os representantes dos trabalhadores exporem as suas razões e reafirmarem a intenção de avançar com as paralisações caso não surja entretanto uma proposta concreta, e aceitável, do lado da PSA/Laborsines.

A ministra do Mar ter-se-á disponilizado para mediar o conflito e tentar promover o acordo entre as partes desavindas.

Membro da Comunidade Portuária

O Sindicato XXI, como o nome o denuncia,  nasceu com o crescimento do terminal de contentores de Sines.

Ao longo dos anos tem-se mantido arredado dos conflitos laborais que têm marcado a vida de outros portos, e desde logo e de Lisboa. Nos últimos tempos, inclusivamente, manteve uma troca acesa de “recados” com o sindicato dos estivadores de Lisboa, nomeadamente a propósito da operação de navios alegadamente desviados dos portos espanhóis.

O Sindicato XXI integra a Comunidade Portuária de Sines, o que é um caso único no País.

 

 

Comments are closed.