O porto de Sines fechou o primeiro semestre com mais de 24 milhões de toneladas movimentadas, a crescer 10,5% em termos homólogos, anunciou a APS.

Sines - MSC Busan

A carga contentorizada confirmou-se como o principal motor do desenvolvimento do porto alentejano, com uma subida homóloga de 17,6% até aos 9,5 milhões de toneladas.

Todavia, a movimentação de contentores no Terminal XXI apenas aumentou 2,4% face à primeira metade de 2015, chegando aos 692 866 TEU.

O facto de a comparação ser feita com períodos homólogos cada vez mais movimentados ajudará a explicar a perda de força relativa da actividade no Terminal XXI. Mas não será a única razão, uma vez que os concorrentes directos de Sines, com maiores volumes, estão agora a crescer a um ritmo mais acelerado.

Em alta e a ajudar aos números globais estiveram também os granéis líquidos: avançaram 9,2% e chegaram aos 11,8 milhões de toneladas.

Em contra-ciclo, os granéis sólidos cederam 4,6% face ao primeiro semestre de 2015 e ficaram-se pelos 2,7 milhões de toneladas.

Entre Janeiro e Maio, o porto de Sines foi demandado por 1 224 navios (mais 18,1% em termos homólogos), com a dimensão média a subir 22,7%.

 

Comments are closed.