Sines confirma recorde nos contentores

O recorde já estava anunciado desde 12 de Dezembro, mas foi agora confirmado: o porto de Sines movimentou 1,75 milhões de TEU em 2018, mais 5% do que em 2017.

Em linha com o aumento dos movimentos no Terminal XXI, a carga contentorizada cresceu 5,5% e atingiu os 22 milhões de toneladas. E assim reforçou a liderança no porto alentejano.

Sines fechou 2018 com um movimento global de 47,9 milhões de toneladas, o que representou uma quebra de 4% face a 2017.

Mas esta quebra, como sublinha a administração portuária em comunicado, deveu-se essencialmente às paragens técnicas da refinaria da Petrogal e do complexo petroquímico da Repsol (que reduziu as movimentações de petróleo bruto e produtos petrolíferos), e à forte pluviosidade (que reduziu as as necessidades de carvão para a produção de energia eléctrica).

Donde se poderá dizer que, caso 2019 seja um ano “normal”, Sines deverá registar um incremento nas cargas movimentadas.

Ainda em 2018, destaque-se o aumento de 5,5% registado no terminal de gás natural liquefeito, com 2,8 milhões de toneladas processadas.,

O arranque deste novo ano ficará marcado, no Terminal XXI, pelo início da operação do décimo pórtico de cais Super Post-Panamax, com capacidade para operar os maiores navios do mundo, e 4 RTG (gruas de parque).

Este artigo tem2 comentários

  1. Mas infelizmente o terminal XXI do porto de Sines está cada vez mais longe do porto de Barcelona, ficando mais longe do 3º lugar que cresceu imenso em 2018, devido enorme atraso na renegociação da concessão do T XXI pela MINISTRA DO MAR ANA PAULA VITORINO (4 anos), é incrível a incompetência e o desgoverno do PS que paralisam todos os portos !!!

  2. Sines ficando mais longe do 4º lugar, Barcelona, que tem a seguinte ordem : Pireu (GRÉCIA) está quase a ultrapassar Algeciras e Valência, Sines em 5º lugar, que ao fim de 4 anos ainda não conseguiu renegociar a sua concessão privada com a MINISTRA DO MAR ?????

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Translate »