Em Janeiro, o movimento de contentores nos portos do Continente cresceu 15%. Sines e Leixões chegaram aos 22%. Lisboa caiu mais 13%.

Sines cm quota de mercado de 62% nos contentores

Em Janeiro contaram-se 261 439 TEU movimentados nos portos continentais. Só Sines contribuiu com 160 439, mais 21,9% que no mesmo mês de 2018. A quota de mercado do porto alentejano atingiu, assim, os 61,7%. É muito, mas ainda fica 0,8 p.p. abaixo do máximo de sempre.

Na sua análise, a AMT sublinha “o peso do transhipment, que ascendeu a 74,6% do tráfego do próprio porto [Sines] e representa 45,8% do total do sistema portuário do Continente, tendo crescido +15,8% comparativamente ao mês homólogo de 2018”.

Em forte alta na movimentação de contentores esteve também Leixões. O porto nortenho processou 55 677 TEU, mais 21,5% do que há um ano.

Em perda continua o porto de Lisboa. Agora recuou 13,3% e ficou-se pelos 30 431 TEU, o que representa uma quota de mercado de apenas 11,7%.

Por Setúbal passaram 12 728 TEU (mais 6,1% em termos homólogos) e a Figueira da Foz contou 1 773 (mais 1,5%).

 

Comments are closed.