A Comissão da Concorrência de Singapura (CCS) deu luz verde à fusão do negócio de contentores das companhias japonesas NYK, MOL e K Line numa nova companhia. A joint-venture foi proposta em Outubro de 2016 e deverá avançar em Abril de 2018.

K Line + MOL + NYK

A joint-venture prevê que os três parceiros fundam os negócios de transporte marítimo de contentores e terminais de contentores fora do Japão.

A CCS concluiu que a criação da nova entidade joint-venture, a efectivar-se, “não infringirá a proibição da Lei contra fusões anti-concorrenciais”.

A companhia que resultar da fusão das áreas de negócio de contentores de NYK, MOL e K Line irá, segundo os três parceiros, operar uma frota com uma capacidade de 1,4 milhão de TEU, colocando a nova companhia como a sexta do mercado, com aproximadamente 7% de quota global.

K Line e MOL, que terão cada um 31%, e NYK Line, que terá os restantes 38%, planeiam estabelecer a joint-venture a 1 de Julho de 2017, com o arranque da operação da nova companhia marcado para 1 de Abril de 2018.

 

 

Comments are closed.