A companhia estatal Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) deverá contratar um consultor para fazer uma avaliação da situação económico-financeira da empresa e apresentar opções a curto, médio e longo prazo, afirmou o ministro dos Transportes e Comunicações moçambicano.

Moçambique - LAM

Carlos Mesquita adiantou que essa avaliação destina-se a obter uma visão mais aprofundada da situação real da empresa que, de acordo com números apresentados ao primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, “não é boa”.

“Infelizmente, a situação económico-financeira da empresa não é boa e há consciência disso, uma vez que os resultados de há dois anos a esta parte assim o indicam”, afirmou Carlos Mesquita, sem avançar números concretos.

“É preciso fazer uma avaliação das rotas rentáveis, que têm de ser tratadas com cuidado para que as receitas da empresa sejam maximizadas, reforçando em simultâneo a gestão”, frisou Carlos Mesquita, de acordo com o “Notícias”, de Maputo.

Tags:

Os comentários estão encerrados.