Seis meses bastaram ao Samra Midas Group para criar do nada uma companhia com uma capacidade de transporte de mais de 100 mil TEU. O fim da Hanjin Shipping deu uma “ajuda” mas os investimentos vão já muito além da compra dos navios daquela.

SM Line

Só nos últimos 15 dias, a SM Lines anunciou a compra de três navios: dois de 4 860 TEU e um, o mais recente, de 8 204 TEU. Juntos terão custado qualquer coisa como 46 milhões de dólares.

Com estas compras a companhia sul-coreana terá ultrapassado a fasquia dos 100 mil TEU de capacidade, um objectivo fixado desde o seu lançamento mas que, em princípio, deveria demorar um pouco mais, alguns meses, a atingir.

Nascida na ressaca da falência da Hanjin Shipping, a SM Line adquiriu 11 navios que foram daquela e juntou-lhe outros, contando agora com quatro unidades de +8 000 TEU, oito de +6 000 TEU, duas de +5 000 TEU, três de +4 000 TEU,… num total de duas dezenas. Serão 30 no final do ano, anuncia no seu site.

A companhia arrancou com um serviço no trans-Pacífico e um network intra-Ásia com sete serviços, mas as suas ambições não se ficarão por aí. Para já tem garantido o título de companhia de crescimento mais rápido.

 

 

Comments are closed.